quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A Lenda de Tanooki


Eu li esta matéria no NintendoBlast, e a forma que eu tanto olhava e almejava jogar Mario 3D Land mudou depois de descobrir alguns detalhes sobre a origem do Power Up Tanooki Mario.
Todo mundo anda falando sobre as críticas do PETA em cima da Nintendo por causa dessa polêmica roupinha, que antes ninguém ligava. Mas de uma lida nesta matéria redigida por  



Gerado no Japão em 1988 pela mente criativa de Shigeru Miyamoto, Tanooki Mario já encantava os jogadores da época com seus rodopios e peripécias. Quem não se lembra da primeira vez em que conquistou as nuvens em Super Mario Bros. 3 e da inigualável sensação de que o céu era o limite nesse novo passo na evolução dos video games? Mesmo trajando uma carismática fantasia de "zorrinho" — como são apelidados os guaxinins em algumas regiões do Brasil —, o Tanooki Mario conseguia impôr respeito e expulsar os inimigos do Mundo dos Cogumelos (Mushroom World) de forma inimitável. Com retorno marcado para Super Mario 3D Land (3DS), que tem tanto sua história quanto sua jogabilidade firmadas na lenda do Power-Up, o Tanooki retorna triunfante para deter as forças do mal ou — a surpresa — para se unir a elas.


Poder Animal


Primordialmente, o que era apresentado emSuper Mario Bros. 3 era o bom e velho Raccoon Mario, ou o Mario Guaxinim — que simplesmente dava ao encanador orelhas e uma cauda, que lhe conferia a habilidade de voar e uma nova maneira de atacar inimigos. O uniforme completo foi batizado de Tanooki pois os desenvolvedores o apresentaram como uma evolução do Raccoon. Para quem não sabe, ambos os animais, o guaxinim (Raccoon) e o cão-guaxinim (Tanooki) podem ser muito similares em aparência, mas pertencem a famílias completamente diferentes; enquanto os guaxinins são da famíliaProcyonidae, os cães-guaxinim pertencem à família Canidae. Devido à grande semelhança entre guaxinins e cães-guaxinim, há uma teoria que sustenta que os procionídeos deram origem aos cães — assim como o Raccoon Mario dá origem ao Tanooki Mario, sua versão superior. É zoologia pura!

Talvez no objetivo de reduzir, a nível de portátil, o ambiente de console doméstico ao qual eram integradas as formas Raccoon e Tanooki Mario, a Nintendo acabou confundindo as bolas: antes, como bem se lembram os gamers da velha escola, a Super Folha (Super Leaf) transformava o protagonista em Raccoon Mario, enquanto o item conhecido como Tanooki Suit (do velho padrão de itens em formato de roupinhas que, hoje em dia, sentimos que foi homenageado com o Penguin Suitde New Super Mario Bros. Wii) era capaz de transformar um encanador mediano numa fera canina, felpuda e silvestre — ou, pelo menos, de vesti-lo como tal. Em Super Mario 3D Land, não há Tanooki Suit, nem Raccoon Mario: agora, a Super Folha já dá o uniforme completo ao herói da Nintendo. A gigante japonesa trouxe o Power-Up clássico de volta, o renderizou com visuais em 3D de tirar o fôlego e o apresentou a uma nova geração de jogadores — porém, seguindo uma sutil corrupção na funcionalidade de itens clássicos do bigodudo, removeram uma das principais funções do Tanooki: o voo. No entanto, deve haver muito mais no game para compensar a perda dessa capacidade; eu posso conviver com isso, e meu coração continua aberto.

Eu Sou a Lenda


Um dos maiores diferenciais do Tanooki Mario clássico de Super Mario Bros. 3 era sua habilidade de transformar o personagem usuário em uma estátua de pedra, no intuito de confundir os inimigos. Aí, a Nintendo já passa a fazer referência ao curioso folclore japonês. Estátuas de cães-guaxinim podem ser encontradas a torto e a direito em templos e restaurantes da Terra do Sol Nascente. Geralmente, essas figuras são caracterizadas por largos chapéus, uma garrafa de saquê nas mãos e testículos bem maiores do que o normal, para reforço humorístico (um traço que — graças aos céus! — tem sido omitido em esculturas contemporâneas). Apesar da proeminência do sacro escrotal absurdamente retratado nas esculturas, não pretendo falar sobre essa parte da anatomia dos bichos — a qual usavam como tambor ou trouxa de viagem! Calma, gente, segundo as lendas do Japão, isso simboliza sorte financeira. Pelo menos no cão-guaxinim.

Diferentes lendas sobre tanukis têm sido criadas ao longo de vários períodos da história do Japão. As criaturas folclóricas são, de modo geral, astuciosas, trapaceiras e transmorfas: na fábula conhecida como Bunbuku Chagama, um tanuki engana um monge se transformando numa chaleira; outro conto narra sobre um tanuki que ludibria um voraz caçador ao se transformar numa árvore. Malandros que só vendo, os tanukis iludem comerciantes com notas falsas, transformadas a partir de folhas de árvore. Na maioria das histórias, folhas também são usadas como parte de sua magia metamorfa — o que revela todas as bases dos principais poderes adquiridos de Super Mario Bros. 3, como a Super Folha e a transformação de Tanooki Mario em Statue Mario ao pressionar dos botões B + ↓, simultaneamente. A estátua, porém, nos remete a outra figura bem conhecida no Japão.

Estátua!


Kshitigarbha é o nome da figura que o herói de Tanooki assume quanto se transforma em estátua. Também conhecido como JizōJizō-Bosatsu ou Ojizō-sama, trata-se de uma das divindades mais adoradas no Japão; desde 1980, tem sido louvado como o guardião das almas de mizuko — ou seja, os recém-nascidos, fetos abortados e crianças que não podem cruzar o mítico ritual budista do Rio Sanzu por não terem tido a chance de acumular boas ações em vida. Por isso, essas estátuas são comumente avistadas em cemitérios. Não sei bem se Mario também se torna responsável por essas almas durante os poucos segundos em que se transforma! E será que isso compreende a alma do pinguinzinho Tuxie, o qual eu tenho certeza que você, jogador troll deSuper Mario 64, arremessou do penhasco?!

Diferente do que acontecia no passado, onde a transformação em estátua deixava os usuários invulneráveis por poucos segundos, em Super Mario 3D Land a transformação ficou bem mais condicional: para que o Tanooki adquira esse poder, deve-se coletar uma folha acinzentada localizada no Special World que adicionará uma vestimenta vermelha ou verde em torno do pescoço do herói — um traço idêntico aos retratos de Jizō. Parece que as lendas continuam! A diferença é que o jogador terá muito mais tempo para bancar a estátua. Na raríssima história em quadrinhos Tanooki Suits Me, da Nintendo Comics System, Tanooki Mario se transforma em Statue Mario ao pressionar um botão no uniforme; para retornar à forma humana, tudo o que tinha de fazer era desejar ser humano novamente.

Rabos por Todo Lado


Há alguns anos, quando sonhávamos com a possibilidade do Tanooki Mario reaparecer nos games, não imaginaríamos que a Nintendo EAD Tokyo fosse realizar nossos desejos; mas também não fazíamos ideia de como abusariam do Power-Up. Em Super Mario 3D Land, quase todo mundo tem rabo: Goombas, Thwomps, Bullet Bills, Boos, Bob-ombs, Bowser e até mesmo um tijolo — repito, um tijolo chamado Niseburokku (ainda sem nome ocidental), que também terá a famigerada cauda felpuda. Assistir a personagens da série Mario como Peach e Bowser sob o poder dos guaxinins no episódio Super Koopa de The Adventures of Super Mario Bros. 3 foi uma experiência incrível, mas... tijolos? Isso definitivamente já é exagero!

Mas a verdade é que, não importa o quanto, sempre nos agradaremos com a cauda de Tanooki — menos em Mario Kart 7 (3DS), quando desferirem abruptas pancadas de guaxinim contra seu kart. Duvido, e muito, que esta, em particular, venha a ser uma boa experiência...


Fernando Augusto Pereira Web Developer

Como todo desenvolvedor de softwares, com pouco auto-estima, vejo nos videogames algo que a vida real não mostra. Jogador veterano de Monster Hunter, RPGista entusiasta, e meio barulhento quando o assunto é Fighting Games, um ser vivo que consegue desperdiçar seu valioso tempo da melhor forma possível. O que como? Onde durmo? Daonde tira tantas ideias idiotas? Hoje, no Globo Reporter!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...