sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Jogos Rítmicos - Dançando Conforme a Música!


"Dançando conforme a música!" essa é uma expressão que pode ser ouvida dentro e fora do mundo dos games. Os jogos rítmicos, ou de "dança", estão presentes em todos os tipos de plataforma, e são apreciados por todos os tipos de gamers. Eu, pessoalmente, sou um grande apreciador desses jogos. Pior que nos últimos anos eles cresceram tanto, que a abordagem ao estilo de jogo ficou cada vez mais variado, assim como o estilo de música, os controles e até mesmo o ritmo das mesmas. Diversos fatores são responsáveis para tamanho crescimento do estilo de jogo nos últimos anos. Mas vamos falar um pouco sobre como eles apareceram?

Desde Quando eles existem?

A palavra Ritmo vem do grego Rhytmos e designa aquilo que flui, que se move, movimento regulado. O ritmo está inserido em tudo na nossa vida. Por isso nós estamos propensos a tentar capturar a frequência das coisas, tentamos identificar um padrão nelas, para que possamos nos adaptar a elas. Isso nos dá a capacidade de captar ritmos, sequencias frequentes que definitivamente, definem um ritmo.
Essa é a base para os games rítmicos. Eles inserem expressão artística muito conhecida, prazerosa, que, comprovado cientificamente, faz nosso cérebro produzir sensações de prazer. Sim, a música.

Em 1988, a Konami, lançou o primeiro jogo musical no japão, o Dance Dance Revolution (DDR, ou ainda Dance Stage - como é conhecido na Europa), que faz uso do ritmo das músicas como fundamento base para sua jogabilidade. O jogo foi exibido na Tokyo Game Show daquele ano, e desde aquele magnífico ano, o jogo alcançou um razoável sucesso no mundo todo, incluindo América do Norte e na Europa.
DDR foi planejado inicialmente para os Arcades, acompanhado de um "tapete", ou plataforma com 5 botões na superfície (Seta para Cima, Seta para Baixo, Seta para Esquerda, Seta para Direita e o Start). O game consiste em se "pisar" nos botões no tapete, conforme as setas que aparecem na tela atingem determinado ponto. Estas setas, porém, são sincronizadas com o ritmo da música, o que faz com que o jogador literalmente, "dance" conforme vai pisando nos botões, acertando as cetas de acordo com a música.
A jogabilidade de todos os jogos da série é mais ou menos igual. Em Dance Dance Revolution, a direção das setas é de baixo para cima, elas deslisam em grupos ou sequencias, que passam por uma fileira de setas transparentes que indica o ponto em que os respectivos botões do tapete de dança devem ser pressionados.
Particularmente, eu joguei muito este jogo. DDR é um clássico. Claro, foram lançadas muitas versões do game, contendo músicas diferentes, e aos poucos, incrementos que foram tornando o jogo mais rico e lapidando a sua jogabilidade. O jogo acompanhava músicas de diversos estilos, e quase sempre acompanhavam as tendências musicais de seu tempo. Sendo assim, do primeiro jogo, até o 2º, 3º, 4º e assim por diante, podia se ter versões remixadas das músicas clássicas, como novas músicas, algumas famosas e outras nem tanto. Os artistas de DDR, basicamente, eram japoneses, e quando não, eram de japoneses internacionais. Mas elas não são nem um pouco chatas. Pelo contrário, aquilo sim é que é música!
A jogatina era ainda mais empolgante quando se jogava no modo multi-player, onde os jogadores competem entre si quem atinge a pontuação máxima.
È importante falarmos sobre DDR, não só por que ele é o primeiro jogo de dança que os Arcades ganharam, mas também por que ele criou os alicerces que muitos outros jogos se desenvolveram em cima. Utilizar comandos rítmicos, de forma a trabalharem junto com uma música. Isso passa uma sensação para o jogador de que, ele não precisa saber dançar  para vencer no jogo. Se você tem bons reflexos, consegue captar sequencias, e fazer seu corpo trabalhar em harmonia com elas, em DDR, você se torna um dançarino de ponta! Faz você realmente acreditar que esta dançando, conforme a música.
A partir daí, outros jogos usaram a mesma forma, porém empregando diferentes propósitos para o ritmo.
Vamos então a estes outros jogos que usam a música de diferentes formas?

Você já deve ter jogado alguns deles..

A partir daí, foram surgindo diferentes estilos de jogos musicais, especialmente no japão, e depois, no restante do mundo. Lá, temos jogos que usam diferentes interfaces, e principalmente, formas de interagir com a música. Temos games em que você tem uma pequena mesa com alguns botões de cores diferentes, e você deve apertar estes botões com as mãos em sincronia com as cetas ou notas que aparecem na tela conforme alcançam um ponto específico. Temos também os tambores, em que você deve bater neles com as baquetas conforme as notas, pianos, entre muitos outros.
Surgiram variações de games musicais, como Bust a Groove que joguei no PlayStation, ele trouxe uma nova imagem para o jogo, onde seus personagens dançavam na tela, conforme você ia apertando uma determinada sequencia de botões, que incluíam setas, e os botões de ação (X, Quadrado, O, Triangulo, L1/2, R1/2..). Personagens caristmaticos, diversos estilos de música produzidos de forma agradável, imunes ao enjoo e incrivelmente empolgantes! Era como num teatro, ou musical. Tudo se movia conforme a música.
Tivemos também o atual Pump it Up, uma variação do DDR, mas com mais botões (5).
Logo, tivemos um grande solavanco neste estilo de jogos rítmicos quando resolveram misturar o Rock a brincadeira. Nasce o herói das guitarras!
Em 2005, desenvolvido pela Harmonix Music Systems e publicado pela RedOctane, Guitar Hero foi uma revolução, por que associou o propósito de atingir notas musicais conforme uma música com o instrumento da guitarra - que justamente funciona dessa forma. Então, agora, ao invés de dançar, você irá tocar, conforme a música. Novamente, não é necessário habilidade alguma com o instrumento. Basta acertar as notas, e a sensação que você terá e de realmente estar tocando uma guitarra. E o que é melhor, abrangendo cinco décadas do rock, de 1960 a 2005!
O jogo ganhou muitos adeptos ao gênero, gerou muito capital para as produtoras e fez várias sequencias não só em arcades como nos consoles domésticos - e a partir daí as mesmas inovações de músicas novas, jogabilidade sendo apurada (incremento de notas, novos modos, musicas novas, instrumentos novos, personagens e homenagens a artistas..) jogaram o game para o topo.
Depois, em 2007, a Harmonix Music Systems deixou de produzir GH junto com a MTV Games, e se aliou a Eletronic Arts, para criar Rock Band - o que agradou a muitos, e outros o oposto.
A Activision comprou a RedOctane, e se tornou a nova mãe da série.
Com Guitarras, Baixos, Bateria e Microfone, Rock Band inovou o gênero e o levou a outros patamares, tornando-o um semi-simulador de música.
Hoje, temos Just Dance, e Love Ritmo como os atuais representantes do gênero musical dançante, em que as novas formas de interação com a música, a captação de movimentos, é o principal atrativo.
Conforme a tecnologia foi avançando e as novas tendências multi-plataforma foram sendo lançadas, os jogos passaram a ser tanto Arcades, como jogos familiares.
O que popularizou o estilo, e formou o cenário que vemos hoje.

Quais são os meus preferidos.

Bem, aproveito-me descaradamente desta matéria, e já divulgo o excelente e recente (que rima fraca -_-) jogo de PSP ritmico que estou jogando. Foi DJMAX Emotional Sense, lançado em 2004 como game online para PC, e depois expandiu-se para o PSP e Arcades da vida.
DJ Max tem como principal objetivo, simular uma "mesa eletrônica", utilizada pelos DJs, onde eles geram os efeitos e batidas das músicas eletrônicas conhecidas atualmente. Musicas eletronicas, são, primeiramente, compostas por uma base - que monta o ritmo principal para música. Depois são adicionados os efeitos para música, e, variavelmente, alteram ou adaptam a base para gerar vários efeitos.
Estes efeitos que são adicionados a base, agora estão em suas mãos...ou melhor, nos seus dados!
Sim, DJ Max é praticamente igual a DDR, com a diferença que você cria dentro da música! Sim, ele é como um mesclado de Guitar Hero, onde você esta "tocando" a música, com DDR, onde, se você obedecer a sequencia de notas de acordo com a sequencia, para seguir o ritmo da música.
Assim, a sensação que o game passa, é de que você esta "criando" a música em tempo real - embora ja aja a base para isso, e elementos externos que compõe a mesma e impedem que tudo vire bagunça.
O legal é que, conforme você erra, ou aperta os botões atrasados, você meio que não "erra", só deixa a música fora do ritmo. Isso que é legal!!! Sensacional, eu diria!!! Faz com que o jogador queira sentir a música em seu ritmo ideal, ou seja, força você a não errar, e conforme se esforça em acertar as notas conforme elas pedem, a música fica muito agradável, e parece que é você quem esta fazendo tudo aquilo.
Isso, meus caros guris, é maravilhoso!
Os clipes, e os MUITOS estilos de música eletrônica/pop/jazz enfim, é tudo muito bonito e estiloso.
Ainda sou um tremendo novato no game. Baixei 2 versões (DJ Max Portable 3; DJ Max Black Square), estou indo para a terceira (DJ Max Hot Tunnes).


Acho que durante essa matéria devo ter me esquecido de alguns nomes, então, se vocês tiverem memórias (e com certeza tem) menos insanas que a minha, por favor, nos relembre nos comentários.
Espero que tenham gostado, e deixo um forte apelo para quem nunca jogou, ou tem vontade, correr atraz!
Além de contribuir para boas experiências, melhorando nosso humor, quase todos ajudam também na saúde, fazendo perder peso brincando. Eu era um jovem gafanhoto muito acanhado e tímido. Jogar em Arcades pode fazer você se soltar, caso seja tão noob quanto eu era socialmente, e até pode fazer você socializar com outros jogadores.
Joguem jogos rítmicos meus filhos! Vai fazer bem pra vocês! E para os que não curtem tanto assim, espero que pelo menos respeitar quem curte, e admitir os beneficios que misturar video-game com música, fazem para um gamer são muitos.


È isso pessoal. Se gostaram deixem um comentário. Até a próxima!^^

Fernando Augusto Pereira Web Developer

Como todo desenvolvedor de softwares, com pouco auto-estima, vejo nos videogames algo que a vida real não mostra. Jogador veterano de Monster Hunter, RPGista entusiasta, e meio barulhento quando o assunto é Fighting Games, um ser vivo que consegue desperdiçar seu valioso tempo da melhor forma possível. O que como? Onde durmo? Daonde tira tantas ideias idiotas? Hoje, no Globo Reporter!

Um comentário:

  1. Seu Blog foi indicado para a Campanha de Incentivo à Leitura.

    http://nankinn.blogspot.com.br/2013/02/campanha-de-incentivo-leitura.html

    abraços, Fran

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...